quarta-feira, 9 de julho de 2014

Bhagavad-Gita - O ensinamento sobre a perenidade do Ser



Capítulo 2 - Verso 20

"Ele nunca nasce, nem jamais morre;
nem por já ter existido, deixa ele de existir.
Não-nascido, eterno, duradouro, antigo,
ele não morre quando o corpo é morto."

Comentário de Maharishi:

A natureza absoluta, eterna e imanifesta do espírito, ou ser, nunca se afeta pelos acontecimentos do campo relativo. É sempre a mesma, além dos limites de tempo, espaço e causação. Sem princípio ou fim, ela não conhece nascimento ou morte. Seja neste ou naquela corpo, o ser continua a existir. A vida eterna e imutável permanece através das fases sempre mutáveis dos corpos que assume.


Trecho extraído do Bhagavad-Gita, comentado por Maharishi Mahesh Yogi

Nenhum comentário:

Postar um comentário